Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
Filter by Categories
Comunicados

Gênero e Sexualidade

Programa de Gênero e Sexualidade da EA

Breve histórico:

Início das atividades em 1996, sob o nome de “Orientação Sexual Adolescente”: necessidade de se efetivar um trabalho ligado à sexualidade junto a crianças e adolescentes no espaço escolar, acompanhando as políticas de educação para a saúde e prevenção nas escolas.

De 2006 a 2012: redução do grupo de professores participantes no projeto – gênero e sexualidade trabalhados como tema transversal no currículo (um encontro trimestral em cada uma das turmas do EFII e EM).

No EF I, as ações são desenvolvidas no currículo.

De 2013 a 2019: reconstituição do grupo, agora formado por professoras, professores  e estagiárias e estagiários, bolsistas ou não.

O projeto amplia seu espectro, incorporando e aprofundando debates sobre diversos temas.

 

O Programa de Gênero e Sexualidade foi elaborado a partir da necessidade de se efetivar um trabalho ligado à sexualidade humana, junto às crianças e adolescentes, dentro do espaço escolar. O interesse pelo tema é grande nas diferentes faixas etárias. Muitos alunos estão iniciando um processo de profundas transformações em suas vidas e outros já vivenciam efetivamente sua sexualidade.

A questão sexual é veiculada de forma intensa pelos meios de comunicação de massa, aos quais os alunos têm acesso em seu cotidiano, e nesses meios a sexualidade é tratada, na maioria das vezes, sem a mínima preocupação educativa, sendo utilizada apenas com o apelo consumista ou de forma preconceituosa e discriminatória. O jovem inicia a sua vida sexual cada vez mais cedo, e muitos adolescentes desconhecem o próprio corpo e não se atrevem a pedir orientação.

A desinformação e a falta de reflexão tem levado muitos adolescentes à gravidez não planejada, às Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), a AIDS e ao aborto, praticado indiscriminadamente. É extremamente importante e necessário que o adolescente compreenda o funcionamento e o desenvolvimento do seu corpo, questione os papéis sociais do homem e da mulher, discuta sobre a diversidade sexual e desenvolva atitudes positivas e sadias no que se refere a sua sexualidade e a do outro, construindo sua identidade por meio de informações e reflexões que possibilitem uma responsabilidade social frente a sua sexualidade.

 

São objetivos do projeto:

O projeto objetiva, dentro da Escola de Aplicação da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo – EAFEUSP, discutir as construções e reconstruções das identidades de gênero, as desigualdades de gênero e questões relacionadas à sexualidade e à orientação sexual, auxiliando na superação de estereótipos, preconceitos e formas de discriminação, como o machismo e a LGBTfobia.

Este projeto apoia-se na importância da discussão sobre diversidade sexual, orientação sexual, gênero e respeito aos diretos humanos no ambiente escolar. No contexto atual, julgamos fundamental exercer o debate crítico e fomentar o respeito às diferenças presentes em nossa sociedade. 

Criar um espaço onde o jovem possa se posicionar sem medo, trazendo suas dúvidas, satisfazendo as suas curiosidades e, principalmente, refletindo sobre a sexualidade enquanto uma dimensão do relacionamento humano; e proporcionar informações, reflexões e vivências liberadas de preconceitos e tabus.

Além disso, é preciso oferecer condições para que o aluno possa:

  • conhecer o processo de desenvolvimento humano relativo à sexualidade;
  • desenvolver atitudes de responsabilidade em relação a si mesmo e ao outro quanto à sexualidade;
  • discutir, refletir e redimensionar sua percepção sobre os papéis sociais do homem e da mulher;
  • refletir sobre a presença na nossa sociedade de uma diversidade sexual que deve ser conhecida, debatida e respeitada;
  • levar em consideração as informações  para o desenvolvimento de valores sobre a questão sexual;
  • ter acesso a informações científicas sobre anticoncepção e Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST);
  • discutir a adolescência e a puberdade do ponto de vista  psicológico, sociológico  e biológico.

Ações:

O projeto atua numa diversidade de espaços e formatos da escola. Um deles é o “Espaço Projeto”, momento incorporado à grade horária regular da escola, que visa garantir a discussão de temas diversos com os diferentes grupos de crianças e adolescentes, alcançando todos(as) os(as) estudantes do EFII e EM.

São também oferecidas disciplinas eletivas onde os(as) alunos(as) podem discutir temas ligados a gênero e sexualidade, aberta a estudantes do Ensino Médio. Além do evento Jornada de Gênero e Sexualidade, evento anual que conta com a presença de convidados, ampliando e aprofundando as discussões.

Estas atividades, além de extremamente importantes para os(as) alunos(as) da escola, constituem-se também em uma oportunidade especial de formação para estudantes de licenciatura.